Dia 18 de outubro

 

 

"Pois nos elegeu nele antes da fundação do mundo...".

Efésios 1.4.

 

Muitas controvérsias houve em toda a história da Igreja com a doutrina da eleição de Deus. Muitos a combatem como se fosse uma heresia destruidora, mas no fundo estão negando o único Deus Soberano: "Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único soberano e Senhor nosso, Jesus Cristo" Judas 1.4. Outros na ânsia de explicar, quando não possuem entendimento, acabam encobrindo o verdadeiro Conselho de Deus: "Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido. Quem é este, que sem conhecimento encobre o conselho? Por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram inescrutáveis, e que eu não entendia" Jó 42.2-3.

Outros até crêem, mas se esquivam em falar do assunto, porque acham demasiado elevados. Agora quando Deus abre os nossos olhos para ver a Sua Glória, não temos como deixar de falar dAquele que está assentado acima de todos os céus: "Por isso não podiam crer, então Isaías disse outra vez: Cegou-lhes os olhos, e endureceu-lhes o coração, a fim de que não vejam com os olhos, e compreendam no coração, e se convertam, e eu os cure. Isaías disse isto quando viu a sua glória e falou dele" Isaías 12.39-41. "Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos" II Coríntios 4.13.

Quem vê o Deus soberano, não tem jeito de não falar da Sua Soberania. O texto que iniciamos, fala bem claro que a nossa eleição é nEle, é em Cristo, e esta eleição é para sermos conforme Ele: santos e irrepreensíveis. "Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor". O único e verdadeiro eleito de Deus é Cristo: "Eis aqui o meu servo, a quem sustenho, o meu eleito, em quem se apraz a minha alma; pus o meu espírito sobre ele; ele trará justiça aos gentios" Isaías 42.1. "E o povo estava olhando. E também os príncipes zombavam dele, dizendo: Aos outros salvou, salve-se a si mesmo, se este é o Cristo, o escolhido de Deus" Lucas 23.35.

Sempre diante desse assunto surge esta pergunta: - Mas se eu não for um eleito? A nossa eleição, como também a nossa salvação, a vida eterna, a fé, a herança, a santidade, a justiça, e o tudo estão em Cristo; sem Ele nada do que foi feito se fez: "Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez" João 1.3. "Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém" Romanos 11.36. Porque aprouve a Deus nos dar tudo em Cristo, tanto as coisas celestiais como as terrestres: "De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra" Efésios 1.10. Cristo tem toda a preeminência, tudo é dEle em primeiro lugar: "E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência" Colossenses 1.17-18.

Não cabe a nós ficar discutindo a eleição de Deus, ela é muito clara na Palavra. Se entrarmos por esse caminho, iremos nos amotinar com os insensatos. A nossa necessidade é conhecer a Cristo; irmos a Ele para termos vida (João 5.39-40). Se alguém está em Cristo, é uma nova criatura, e também um eleito, um santo, um filho de Deus e tudo o que Cristo é e recebeu de Deus: "E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados" Romanos 8.17. Amém.

Retornar